Desleituras #08 - Dinossauros, Nós



Bem vindos de volta a Desleituras, o podcast com áudio contos encontrados em gavetas mofadas da internet. Em nosso oitavo episódio, fazemos a narração do poema Dinossauros, Nós, (Dinosauria, We) do escritor e poeta Charles Bukowsi.

Se você, que além de ouvinte é também escritor, profissional ou amador, quiser ter seu conto ou história lido aqui, mande o texto para pensadorlouco@gmail.com e será lido com muita honra (e teus créditos como autor devidamente afirmados e divulgados).

Ouça no player acima (ou abaixo) direto do navegador ou baixe para teu smartphone ou MP3 player abaixo (clicando no link com o botão direito e escolhendo “Salvar link como”). Assine nosso feed clicando no menu superior em “Nossos Feeds” ou via QR Code, no lado esquerdo da página, para adicionar nosso podcast no teu celular ou agregador de feeds. E acima de tudo, espero que goste do som.
 
CLIQUE ABAIXO PARA OUVIR O EPISÓDIO


DOWNLOADS DO EPISÓDIO

LINKS RELACIONADOS AO EPISÓDIO

OUÇA CLICANDO AQUI TAMBÉM

6 comentários:

  1. Grande pensador ! Não esperava um poema no desleituras, mas gostei muito.Acho que não preciso falar para você que gosto muito de contos apocalípticos, já deve ter ficado bem claro nos outros comentários hdauhudsa.
    Já estou esperando o próximo.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado, meu amigo. Bukowski sempre foi um de meus escritores favoritos, e sua prosa espontânea, junto com Kerouak e Henry Miller, sempre me pegaram de jeito. Pode deixar que muito mais virá pelo caminho.


    Grande abraço. 8)

    ResponderExcluir
  3. Fala Pensador !


    Poema atemporal fantástico. Gostei bastante. Algumas passagens tem tudo a ver com a nossa realidade aqui de Terra Brasilis desde sempre. Muito bom. Vou procurar esse filme como o Mickey Rourke e a Dunaway. E obrigado pelo merchan.


    Ótimo saber que temos uma fila de textos garantindo os próximos Desleituras.


    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Tem toda razão, nobre Marc. Parte do que me fez procurar esse poema é como, décadas atrás, um escritor cachaceiro já reparou em muitas coisas que aconteceriam tristemente mais tarde e se tornariam costumeiras para nós.


    Espero que goste do filme, ele é realmente muito phoda.


    Abração. 8)

    ResponderExcluir
  5. Salve Pensador! Passando aqui pela primeira vez pra comentar... Parabéns pelo cast! Quando ouvi uma das músicas de The Last of us no fundo do poema eu já gostei!


    Sobre o poema... Caracas... que triste e sombrio esse texto, hein?! (O_O)


    Parabéns pelo vozerão!

    ResponderExcluir
  6. Opa, muito obrigado, do fundo do meu coração enegrecido, pela visita e comentário. Vindos de colegas podcasters talentosos como os membros do Chiclete Radioativo, elogios assim fazem meu dia ficar menos apocalíptico e bem melhor.


    Grande abraço, obrigado pela menção a minha voz de Mumm-Rah depois da gripe, e terei o maior prazer em chamar os ouvintes a procurar o casts de vocês, quando ler este comentário no próximo episódio.


    Bola pra frente e sucesso! 8)

    ResponderExcluir