Som no Caixão #43 - Todo Mundo Pro Xadrez



Olá ouvintes loucos pra pular e dançar como se tivessem pulgas no cu e bem-vindos de volta ao Som no Caixão, um podcast sobre bandas, artistas e álbuns que provam como a festa não precisa terminar e o xadrez não precisa ser ruim. Em nosso episódio n° 43 faremos a resenha e audição do álbum Let's Face It, da banda de ska-core The Mighty Mighty Bosstones.

Ouça no player acima (ou abaixo) direto do navegador ou baixe para teu smartphone, PC ou MP3 player abaixo (clicando no link desejado com o botão direito e escolhendo “Salvar link como”). Assine nosso feed clicando no menu superior em “Nossos Feeds” ou via QR Code, no lado esquerdo da página, para adicionar nosso podcast no teu celular ou agregador de feeds. E acima de tudo, espero que goste do som.

CLIQUE ABAIXO PARA OUVIR O EPISÓDIO

LINKS PARA BAIXAR O EPISÓDIO


LINKS RELACIONADOS AO EPISÓDIO


VÍDEOS RELACIONADOS AO EPISÓDIO







SOM NO CAIXÂO NAS REDES SOCIAIS


OUÇA TAMBÉM CLICANDO ABAIXO
 

12 comentários:

  1. Mais um cast foda Pensador.
    Achei bem legal essa mistura de ska com gultural. Deu até vontade de comprar um terno xadrez ... não, não chega a tanto.
    Fui pegar um café e sai falando "e e e egito egito" e mamãe Vulto reconheceu a música. Foi loko.
    Parabéns pelo trampo sempre foda. E melhoras aê pra sua saúde.

    ResponderExcluir
  2. Grande Vulto, obrigado por aparecer novamente para ouvir e comentar.

    Agora, quié isso? Não se reprima, não se reprima, tenho certeza de que você ficaria um Vulto muito alinhado de terno xadrez. Taí um estilo que nunca deveria sair de moda.

    Quanto ao Egito... o que dizer? Desde que Gil mencionou os Orixás como salvadores da política nacional, ninguém fazia uma associação tão próxima uma da outra como o Pelourinho e os Faraós nessa música. Ah, os crimes cometidos em nome da... hã... poesia musical. Muito bom.

    Minha saúde está indo, cambaleando de volta à ativa depois de uma vida toda estragada no fundo de uma garrafa. Grande abraço e apareça sempre. E estou com saudades do cast phoda do Social Zero. 8)

    ResponderExcluir
  3. Muito bom. Esses "saxes" no meio do rock ficam muito legais. Me senti mal de ter escolhido essa letra pra narração do Bolha, hihihihi, foi pura maldade mas o que a letrista tinha na cabeça? Beijinhos.

    ResponderExcluir
  4. Minha muda eterna, obrigado por aparecer pra comentar!

    Outrossim, sinto-me honrado e ereto de saber que gostou do som dos Bosstones, e jamais poderia te agradecer o suficiente pelas horas gastas garimpando letras de música horrorosas como essa, para o Bolha da Semana. Lúcifer sabe bem o quanto é doloroso ler letra de música ruim, o que faz teu esforço ser muito maior.

    Beijões safados, minha musa. 8)

    ResponderExcluir
  5. Rogério B de Miranda8 de outubro de 2015 15:18

    Faaaaalaaaaa Pensador Louco. Adorei esse episódio. Tinha tempo que não ouvia Ska e quase saí pulando dentro do ônibus, mas como podiam achar que era ataque epilético, preferi me conter hahahaha.
    A capa do Born Again combinou com a letra do Bolha da Semana... Horríveis. rs
    Quanto a homenagem, perfeita. Tinha o Kiss My Ass, mas acho que foi perdido na separação. Não o achei. Vou recomprá-lo.
    A versão dos M.M. Bostons é sinistra de boa!!!
    Muito agradecido pela lembrança.
    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Que bom que gostou, criatura das profundezas. Sou um fã há tempos dessa banda e, quando ouvi a versão de Detroit Rock City, a achei simplesmente perfeita. Fico feliz que tenha refreado teus instintos de sair pulando no ônibus lotado, os hospícios já estão bastante cheios e precisamos de alguns lunáticos à solta para manter o mundo no caos produtivo. Sabia que iria gostar, e nem sabia que vc já tinha o tributo ao KISS.


    A história da capa do Born Again é absurda. A galera do Black Sabbath já não devia ter muitos neurônios funcionando quando aprovou aquela capa mas, olhando por outro lado, naquela época qualquer zé ruela conseguia fazer uma capa de álbum pra qualquer banda. E tem razão, de uma forma completamente errada, ela combina muito com a letra do Bolha da Semana.


    Grande abraço. 8)

    ResponderExcluir
  7. Fala Pensador!

    Mais um episódio muito foda. Não lembrava o nome da banda, mas já ouvi muito "The Impression That I Get". Muito bom!!!

    Essa capa de Born Again é mesmo bizarra. E essa do disco do William Shatner...Simplesmente sensacional, hahaha.

    "É Que Mara Mara/Maravilha Ê/Egito Egito Ê/Egito Egito Ê...". Essa deve ter na trilha da novela da Record.



    Um abraço!

    ResponderExcluir
  8. Olha só, eu sabia que isso iria acontecer um dia!

    Somente o membro de um podcast com blocos musicais requintados poderia um dia reconhecer uma das bandas que eu resenho aqui. Não que eu procure me certificar que ninguém no Brasil conheça as bandas do SNC, isso seria impossível, mas fico feliz que tenha acontecido justo com alguém cujos gostos musicais eu respeite.

    Sobre o Born Again, essa capa faz jus à expressão "rascunho do mapa do inferno", de tão ruim.

    A música do Egito é um caso a parte. Pedir que a cultura negra nacional abandone seus penteados (sejam eles quais forem, porque pra mim isso independe) para adotar "turbantes de Tucamon", e fazer menções (ainda que não voluntárias) a Mara Maravilha, tudo na mesma letra, é coisa para imortais da Academia Brasileira de Letras. Sarney jamais conseguiria.

    Abração, Marc. 8)

    ResponderExcluir
  9. Mano soh sonzeraum huehuhehuehuheuhueh Tô mudando minha risada pra tu não ficar lendo sempre a mesma huehhuheuheuhueh Vo te falar que essa bandona zoua qualquer ouvindo, e vou comprar um trombone soh pra enfiar no rombo dos bostãos do batata no cone até eles ficaren vermelho que nem o diabo do Sabbath huheuhuheuheuhe

    ResponderExcluir
  10. Grande Alex, só você mesmo pra me vir com essa da risada.

    Espero que não pense em minha leitura de tuas mensagens como alguma espécie de bullying, você é um de meus ouvintes mais antigos e eu tenho um jeito meio escroto de ler risadas escritas, mas espero que leve na brincadeira.

    Quanto à ideia do trombone, foi muito boa e original, aposto que Tony Iommi aprovaria. Que bom que gostou do som.

    Grande abraço e volte sempre. 8)

    ResponderExcluir
  11. Fala, Pensador!

    Ska é um estilo musical muito foda, e essa banda que tocou no cast(muito bem trajada, por sinal) é um exemplo disso!

    Sobre o Rage, prevejo que eles não vão se reunir para uma turnê, ou um projeto qualquer, tão cedo, já que todos os integrantes estão em projetos paralelos no momento. Se bem que o Les Claypool, que toca no Primus, vez ou outra toca em diversos outros projetos paralelos, e nenhum deles atrapalha muito o outro.

    Pra finalizar, vou deixar o clipe(único que conheço) da menininha que eu falei nos comentários do Som no Caixão passado:

    https://www.youtube.com/watch?v=VV1XWJN3nJo

    ResponderExcluir
  12. Muito obrigado pela vinda e comentada, Mega Mendigo. Se não fosse suficiente o som phoda que a banda faz, só a beca que eles usam já seria o bastante pra impor respeito like a boss.

    Tenho que te confessar que penso a mesma coisa do Rage Against the Machine. Eles estão parados há tanto tempo que esse anúncio é mais pra calar os papa defuntos de bandas do que outra coisa, mas nunca sabemos ao certo o que pode advir de uma reunião. Resta esperar.

    Sobre a menina em questão, agora entendi perfeitamente. Natalie foi uma modelo (e dublê de atriz, como pode ser visto em Johnny English, também com o Mr. Bean) que tentou emplacar como cantora, mas esse "hit" dela foi até hoje o único. Afinal, pelo menos o clipe é bem criativo, mas não sei por onde ela anda. Talvez ande "imbrugliando" o estômago de alguém por aí, se me perdoa o trocadalho.

    Grande abraço e volte sempre, meu amigo. 8)

    ResponderExcluir