Desleituras #14 - Bichinho de estimação



Bem vindos de volta a Desleituras, o podcast com áudio contos, histórias e textos encontrados em gavetas distópicas e apocalípticas da internet. Em nosso décimo quarto episódio, fazemos a narração do conto Bichinho de Estimação, da autora Norte Americana Bekkie Sanchez. O conto é uma história de carência, amor e horror em um mundo pós apocalíptico, vivido por uma menina e um improvável amigo.

Se você, que além de ouvinte é também escritor, profissional ou amador, quiser ter seu conto ou história lido aqui, mande o texto para pensadorlouco@gmail.com e será lido com muita honra (e teus créditos como autor devidamente afirmados e divulgados).

Ouça no player acima (ou abaixo) direto do navegador ou baixe para teu smartphone ou MP3 player abaixo (clicando no link com o botão direito e escolhendo “Salvar link como”). Assine nosso feed clicando no menu superior em “Nossos Feeds” ou via QR Code, no lado esquerdo da página, para adicionar nosso podcast no teu celular ou agregador de feeds. E acima de tudo, espero que goste do som.




CLIQUE ABAIXO PARA OUVIR O EPISÓDIO

 
DOWNLOADS DO EPISÓDIO

LINKS RELACIONADOS AO EPISÓDIO

O TEATRO ESCURO DO PENSADOR LOUCO NAS REDES SOCIAIS

OUÇA TAMBÉM CLICANDO ABAIXO

19 comentários:

  1. Puta mano, sinistru a historia huahsuahsuahsua primeiro quando vi a vitrine do cast achei que tu ia falar de uma história de lobisomem huheuheuhue depois fiquei o tempo todo achando que a minina ia pegar a faca e partir pra cima do sei lá que apareceu huahsuahsa muito caverna esse papo de fim de mundo. Tua amiga mando bem huehuheuheuhue

    ResponderExcluir
  2. Excelente história e narração, caro Pensador. O desleituras torna-se a cada nova semana um fonte ótima para ouvir histórias quando em trânsito do trabalho para casa e vice versa. Parabéns a Beki Sanches e a você. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  3. Alex, que bom ter você de volta pra comentar.

    Não posso negar que realmente ficou parecendo um conto de lobisomens, olhando a vitrine, mas não foi intencional e só agora percebi. Fico feliz que tenha gostado do conto de Bekkie Sanchez, esse cenário apocalíptico realmente é muito bom.

    Abração e volte sempre. 8)

    ResponderExcluir
  4. Sandro, estava sentindo falta de tuas mensagens. Muito obrigado por participar.


    Assim como você, também comecei a ouvir podcasts por causa de minhas idas e vindas do trampo, então me deixa feliz que você use o Desleituras como maneira de tornar a jornada menos cansativa ou monótona.


    Remeterei os parabéns a Bekkie assim que tiver chance de falar com ela. Abração e apareça sempre. 8)

    ResponderExcluir
  5. Rogério B de Miranda14 de novembro de 2015 13:46

    Muito bom ouvir essa história. Com os rumos que a humanidade está tomando não vejo um futuro menos sombrio que o criado por Bekkie, Parabéns a ela pelo conto e a você como SEMPRE pela ótima narração...
    A música da Doro caiu como uma luva realmente, tinha esquecido como o som dela é legal.
    Abraços e até o próximo

    ResponderExcluir
  6. Desleituras internacional.


    Cara, quando vi a vitrine e o título pensei que ia ser algo tipo Cujo.


    Conto muito bom e surpreendente. Meus parabéns a autora, Bekkie Sanchez, e a você Pensador por mais uma narração perfeita e mais esse podcast sensacional.


    Abração.

    ResponderExcluir
  7. Grande amigo, você infelizmente está certo.


    Do jeito que as coisas vão, daqui a pouco estaremos lendo histórias pós-apocalípticas no jornal diário. Que horror. Repassarei a Bekkie Sanchez teus parabéns. Ela já está se sentindo mimada, te garanto.



    Doro continua mandando muito bem em seu som. Ela é uma das que ficam melhores á medida em que envelhecem. Toda força pra ela.


    Abração e obrigado por passar pra prestigiar o Delseituras. 8)

    ResponderExcluir
  8. Meu amigo, a culpa é toda minha.

    Quando fiz a tradução do conto (cujo título original é apenas "Puppy") e parei pra fazer a vitrine, acabei por perceber que dei o enfoque errado na parada. Ficou mesmo com cara de uma história que teria mais a ver com canídeos do que com o fim do mundo e seus habitantes. Acabou mesmo parecendo o "dito Cujo", se me perdoa a infâmia, mas aí o estrago já estava feito.

    Grande abraço, agradeço aos borbotões os elogios e ter tua presença aqui é sempre uma honra. 8)

    ResponderExcluir
  9. Belíssima história! Me lembrou bastante o "Eu sou a Lenda" e o jogo "The Last of Us". Fiquei curioso para saber mais sobre as criaturas e sua relação com a névoa. Bem que a Bekkie podia mandar uma continuação, né? :)

    Pensador, como sempre, parabéns pela narração! Mas, nesse caso, parabéns especialmente pela tradução! Não vi o original, mas a versão que ouvimos em nenhum momento chama a atenção para o fato de ter sido traduzida!

    E parabéns para a Bekkie! Espero a continuação... =)

    ResponderExcluir
  10. Eu ri do trocadilho "dito Cujo"... Rsrsrs

    ResponderExcluir
  11. ps (off topic): o novo cd do Angra (Secret Garden) tem uma excelente música com a participação da Doro! Chama-se "Crushing Room". Recomendo...

    ResponderExcluir
  12. Muito obrigado pela visita e comentário, Jeferson.

    Falarei com Bekkie Sanchez e proporei isso a ela. Tenho certeza de que gostará. A tradução levou um tempinho, principalmente porque a autora usa muitas palavras coloquiais que não são comumente usadas, mas acabou dando certo no final.

    Grande abraço e continue aparecendo. 8)

    ResponderExcluir
  13. Putz, terei que correr atrás disso! Não sabia e fiquei com vontade de ouvir. Valeu pela dica. 8)

    ResponderExcluir
  14. Fabio Massamitsu Murakami30 de novembro de 2015 05:48

    Oque falar do desleituras!? Nao tenho mais palavras de elogios a vc Pensador Louco!!!
    E claro a escritora Bekkie q consegui nos aterrorizar com poucas palavras.
    Cara eu sei q estou ausente nos comentarios e peço desculpas, Mas quero q saiba q sempre estarei ouvindo.
    Um grande abraço do ouvinte q esta do outro lado do mundo.

    ResponderExcluir
  15. Grande Fábio, sentia mesmo falta de teus comentários.



    Fico extremamente feliz que tenha gostado do Desleituras. Bekkie Sanchez é uma grande amiga e poetisa, e sei que ficará muito feliz quando passar a ela teu feedback.


    Quanto a estar ausente, sem problema. Sei bem como a vida de cada um de nós é atribulada. Eu mesmo ouço pencas de podcasts mas nem sempre comento (e dificilmente alguma vez já comentei em todos que ouvi em uma semana, por exemplo). Agradeço apenas por saber que você ainda ouve meu conteúdo e aparece pra dar um OI quando dá tempo. Isso pra mim já é bem mais do que suficiente, e te agradeço muito.


    Grande abraço para você e para todo o Japão. Apareça quando der na telha. 8)

    ResponderExcluir
  16. Que grata supresa. Desleituras é um podcast que merece espaço especial no feed de quem aprecia uma boa história. Minha única observação é quanto as explicações pré-leitura. Veja bem, sou uma pessoa ansiosa e por isto acredito que se deixar esta parte mais objetiva, a leitura chega antes.
    No mais, só rasgo elogios: texto, trilha, voz, interpretação, tudo muito bom. Ouvirei os outros.

    ResponderExcluir
  17. Muito agradecido pela visita, amiga Kell.

    Prometo que considerarei muito tua proposta de mudança. Na verdade, quando o Desleituras começou era só a história mesmo entrando direto, e os comentários e lá-lá-lás ficavam no final. Mas teve gente que me pediu pra deixar uma bio do autor antes, pra fazer uma antessala da narração e dar uma dica do que viria, e acabei me acostumando a fazer assim. O que não quer dizer de maneira nenhuma que isso não possa mudar.

    Farei a mudança no próximo episódio (fiz uma pausa em dezembro porque estava sem tempo) e verei se os ouvintes curtem.

    Sobre o resto, espero que volte quando der na telha, agradeço profundamente pelo feedback e pelos elogios, e tentarei não decepcionar.

    Bom ano novo. 8)

    ResponderExcluir
  18. Meu preferido depois do da borboleta, e do episódio 1.

    ResponderExcluir
  19. Caio, que legal. Que bom que você gostou desta história tão pós-apocalíptica e trágica. Bekkie é uma grande amiga e uma escritora de mão cheia, assim que topar com ela online repassarei o elogio. Abração.

    ResponderExcluir