Desleituras #15 - Caçadores Inc.



Bem vindos de volta a Desleituras, o podcast com áudio contos de autores e autoras que vagam pelo mundo digital espalhando palavras fantásticas sobre mundos estranhos. Em nosso décimo quinto episódio, fazemos a narração do conto Caçadores Inc., de Roberta Spindler.

Se você, que além de ouvinte é também escritor, profissional ou amador, quiser ter seu conto ou história lido aqui, mande o texto para pensadorlouco@gmail.com e será lido com muita honra (e teus créditos como autor devidamente afirmados e divulgados).

Ouça no player acima (ou abaixo) direto do navegador ou baixe para teu smartphone ou MP3 player abaixo (clicando no link com o botão direito e escolhendo “Salvar link como”). Assine nosso feed clicando no menu superior em “Nossos Feeds” ou via QR Code, no lado esquerdo da página, para adicionar nosso podcast no teu celular ou agregador de feeds. E acima de tudo, espero que goste do som.



CLIQUE ABAIXO PARA OUVIR O EPISÓDIO

 
DOWNLOADS DO EPISÓDIO

LINKS RELACIONADOS AO EPISÓDIO

SOM NO CAIXÂO NAS REDES SOCIAIS

CLIQUE ABAIXO PARA OUVIR O EPISÓDIO

12 comentários:

  1. Pensador Louco,cara eu participei com os caçadores devido a trilha e narração,parabéns para você e a autora,sucesso!

    ResponderExcluir
  2. Mano a coisa fico cabrera to com medo de lagarto azul huheuheuheuheuhe O caçador virou van gogh mas entregou o serviço feito huehuheuheuheuhe Curti bagarai o conto tudo de bom pra ti e pra autora, que mandaram muito bem huehuehueheuhe abraço

    ResponderExcluir
  3. Grande amigo Brothericks, muito obrigado pela visita e feedback.

    É verdade, o conto fantástico de Roberta nos carrega na caçada junto com os dois matadores de répteis, passo a passo na luta pra livrar a família das pestes elétricas. É o ponto forte dele, marcar a ação de maneira que nos faça entrar nela.

    A trilha ficou boa mesmo junto com o texto. às vezes acho que é a parte mais difícil ao gravar um Desleituras. Achar um som que caiba certo com o texto. Fico feliz de ter agradado nisso também.

    Abração e volte sempre. Teus comentários são sempre bem vindos. 8)

    ResponderExcluir
  4. Alex, você precisa parar de consumir essas substâncias todas. Isso ainda vai te fazer mal, ficará vendo répteis azuis mutantes em toda parte.


    O caçador Bernardo acabou ficando ferrado mesmo, mas ao menos saiu vivo. Ao menos daquele trabalho específico. Muito obrigado pela visita e comentário.


    Grande abraço e pare de "tomar dorgas", he he he. 8)

    ResponderExcluir
  5. Fala Pensador, gostei pra caramba dos lagartos mutantes elétricos e os caçadores também são muito phodas. A hora em que os lagartos atacaram o cara... Aliado a narração perfeita e a trilha bem escolhida, passa uma tensão nível Aliens. Muito bom. Achei muito boa também a música de encerramento. Ficou perfeita. Um abraço

    ResponderExcluir
  6. Grande Marc, muito obrigado por passar por aqui e conferir o conteúdo.

    Primeiro conto com ficção científica e ação desenfreada no Desleituras, e estou todo pimpão. Pelos fidibéquis de vocês, procurarei mais assim. O ritmo do conto realmente mandou muito bem, passou realmente a tensão da caçada aos maledettos aliens azuis. Que morram todos eles!

    Abração. Em meu nome e da autora, agradeço muito a visita e comentário. 8)

    ResponderExcluir
  7. Rogério B de Miranda8 de dezembro de 2015 12:28

    Mais um conto excelente, muito bem narrado, com pausas de suspense na hora certa e uma trilha sonora impecável. Só não consigo parar de imaginar que o nome deles poderia ser: " CalangoBusters", já que são caçadores de lagartos em terras brasileiras rs.
    Parabéns a Roberta pelo conto e a você mais uma vez pela produção.

    ResponderExcluir
  8. Desculpe a demora em responder, grande Roger. Estou rindo sem parar sobre o Calango Busters, e ideia realmente foi genial. Só não podem mencionar isso para Michael Bay, senão ele faz uma franquia disso e estraga a beleza da ideia original.



    Roberta Spindler mandou muito bem no conto, e agradeço profundamente por tua visita. Abração. 8)

    ResponderExcluir
  9. "O caçador virou van gogh mas entregou o serviço feito"!!! HAHAHAHAHAHA, sensacional!

    ResponderExcluir
  10. Por eu também ser mestre de RPG, o conto me deixou curioso para saber como são as aventuras de RPG da Roberta!

    Parabéns à autora pelo texto!

    A qualidade da narração, como sempre, dispensa comentários...


    Abraços

    ResponderExcluir
  11. Não sabia que você mestrava RPG, Jeferson. Muito bom. Também mestrei muito, mas na época era só GURPS e Story Teller. Saudades disso.

    O conto tem mesmo essa pegada de aventura, e caberia certinho em uma saga épica. Agora você me deixou curioso sobre como seriam as aventuras de Roberta Spindler.

    Muito obrigado pela visita e elogio, e te desejo um fim de ano perfeito. 8)

    ResponderExcluir
  12. Eu mestro D&D 3.5. Ficamos muito tempo sem jogar, mas nesse ano conseguimos organizar as coisas para termos, pelo menos, uma sessão por mês. Está funcionando bem, apesar das correrias da vida!

    Joguei Story Teller como personagem. Sistema e mundo sensacionais!

    O conto da Roberta cairia bem numa aventura de Shadowrun, não? :)

    Um perfeito fim de ano a você também!

    ResponderExcluir