Desleituras 03 - Fala Aí, Bud Spencer


CLIQUE ABAIXO PARA OUVIR O EPISÓDIO
 
DOWNLOADS DO EPISÓDIO
Duração: 00:28:44
Tamanho do Download: 23,1Mb
Faça o Download em MP3
Faça o Download em Zip
Diários do Caminhante Noturno (blog de Jim Duran)

Bem vindos de volta ao Desleituras, o podcast com áudio-contos encontrados em berços escuros da internet. Em nosso terceiro episódio, fazemos a narração do conto Fala Aí, Bud Spencer, do poeta e escritor Jim Duran.

Como sempre, se você que além de ouvinte é também escritor, profissional ou amador, quiser ter teu conto lido aqui, mande o texto para pensadorlouco@gmail.com e será lido com muita honra (e teus créditos como autor devidamente afirmados e conferidos).

Basta clicar no início deste post ou no final para ouvir o Desleituras direto do navegador, ou escolher a forma de download no final do mesmo. Se quiser também, ouça em teu agregador, smartphone ou MP3 player assinando o feed. Todos os feeds estão listados no menu de cima do site.

E, claro, deixem seus comentários aqui, por email ou nas redes sociais e me digam o que acharam sobre o conto, o projeto ou qualquer coisa que der na telha.



OU CLIQUE PRA BAIXAR NESTES FORMATOS
MP3 Ogg Vorbis Zip Torrent

10 comentários:

  1. Caramba pensador, ficou muito bom o episódio !
    Por favor continue fazendo episódios com essa duração ou maiores ainda. Coloquei o fone no ouvido e fui trabalhando no automático, viajando com a história.
    Curto muito esse tipo de conto em que o autor fala sobre suas teorias sobre comportamento e tenta expor sua visão da vida, como se ela fosse um tipo de máquina com seus botões, que sempre faz a mesma coisa, mas de vez em quando da defeito e cria aquela situação especial que é contada.




    Aaaa.. muito boa a sua escolha de trilha sonora, foi a cereja do bolo.

    ResponderExcluir
  2. Caio, brigadão.


    Tenho recebido bastante material e alguns, conforme você pediu, são realmente maiores e cabendo certinhos em episódios de cerca de meia hora. Espero que curta.


    O conto de Jim Duran realmente manda muito bem. Inclusive, e já disse a ele logo após gravar o episódio, tem um quê de henry Miller que torna o texto mais phoda ainda de se ler e ouvir. Se quiser conhecer mais, visite o blog do autor (aqui do lado, em parceiros, e em link neste post) que tem muita coisa legal lá.


    Quanto a trilha sonora, não tive como não escolher o melancólico jazz de Baker pra fazer o fundo. Grande abraço e valeu pelo apoio. 8)

    ResponderExcluir
  3. Conto cabrero mano! Já passei muita noite assim nas cachaçada pensativas e tu pode bota nessa mistura a porrada na cara haushaushaushausha Ao senhor Duran, o texto foi muito bem escrito, pensador a narração fico punk e a trilha ficou a azeitona da empada haushaushaushaushausha

    ResponderExcluir
  4. PUTA QUE PARIU! P-U-T-A QUE PARIU!


    Me desculpe começar o comentário com palavrões mas depois desse conto é uma das únicas coisas que consigo pensar. Que história mais fantástica, profundamente detalhista e atual. Cara, estou sem palavras para comentar. Jim Duran é um gênio e você foi extremamente competente pela sua interpretação, bem como pela escolha perfeita da trilha sonora.


    Me identifiquei muito com a história pois costumo beber também em um posto aqui perto de casa e muitas vezes, acompanhado do Ultramen, ficamos observando esses esteriótipos falado durante a história e criamos teorias malucas que vão desde o simples fato de tentar ignorar esses tipos ou até a completa destruição dos seres humanos na tentativa frustada de tentar compreender comportamentos alheios. Coisa de birita....


    Se existe alguma coisa perfeita, pode ter certeza que hoje vc alcançou com esse conto maravilhoso. Sinta-se orgulhoso por vários motivos, que vão desde a ideia de produzir áudio contos, por conhecer e ser amigo de alguém tão talentoso e inteligente como o Jim Duran e pelo seu talento em interpretar.


    Parabéns não é o bastante. Acho que cabe um palavrão mesmo: PUTA QUE PARIU!


    Abraços meu amigo! o/

    ResponderExcluir
  5. Excelente episódio Pensador.


    Narração, trilha...tudo ficou perfeito. O conto de Jim Duran é excelente e quero deixar meus elogios a ele também. Muito bem escrito, detalhado. Daria um ótimo curta.


    Abraço.

    ResponderExcluir
  6. Valeu pela passada e pelo comentário, meu amigo.


    Fico feliz que tenha gostado, e tenho certeza de que Jim Duran apreciou muito teu comentário também. Tudo o que fiz foi emprestar ao texto minha voz sem talento e colocar uma trilha que lhe fizesse homenagem. O resto são as palavras ótimas do autor.


    Abração e digo "idem": também já passei muitas noitadas com várias similaridades. Muito bom. 8)

    ResponderExcluir
  7. Wendell, que bom que curtiu,


    Esse conto realmente foi no âmago de muitos de nós, que saem pre beber às vezes sozinhos, muitas vezes só pra pensar e observar a fauna silvícola que passa pelos postos de gasolina e lojas de conveniência. Me senti assim também quando li. É um texto único, uma história única, mas gera referências imediatas em cada um de nós por nossa vivência, e isso também o faz ser tão legal.


    Continue poraê para ouvir as novidades e não esqueça do teu texo também, que você não vai escapar tão fácil.


    Abração, meu bróder. 8)

    ResponderExcluir
  8. Grande Marc, não tinha pensado nisso e você tem toda razão.


    Esse conto dava um curta fácil e muito estiloso, e fico feliz que tenha gostado de ouvi-lo. Jim é um escritor realmente inspirado (e inspirador) e foi uma honra tanto ler seu conto quanto saber que você está curtindo o projeto Desleituras.


    Abração e vou te confessar: assim como o Som no Caixão, é um projeto que fiz sem ter a menor fé de que fosse chamar a atenção. Estou gargalhando que tenha gente acompanhando e autores participando. Muito obrigado pela força.


    Volta sempre. 8)

    ResponderExcluir
  9. Cara,ficou perfeito a narração e a musica ficou maravilhoso,a trilha sonora casou com narração em qualidade e altura em relação a voz,conseguiu me transportar para a historia sem nenhuma dificuldade,fiquei impressionado e ouvi varias vezes,vou guardar esse episódio para ouvir futuramente,a historia em si maravilhosa e com o trabalhado feito em cima sem palavras,amigo parabéns,ótimo trabalho sucesso cara!

    ResponderExcluir
  10. Muuuuuuito obrigado, Cláudio!


    Que bom que você gostou do episódio, o texto do nobre poeta e amigo Jim Duran é realmente algo fantástico e foi uma honra narrar um de seus trabalhos. Como trilha, eu não poderia escolher outra senão o jazz incrível e melancólico de Chet Baker, do qual sou grande fã.


    Espero que continue gostando do projeto Desleituras, toda semana teremos um novo conto de autores pela net afora pra apresentar.


    Grande abraço e apareça sempre que der na telha. E, se quiser, siga os trabalhos de JimDuran (os links estão aqui no site e no post) que ele é um escriba de mão cheia. 8)

    ResponderExcluir