NecrofilmecoN 24 - Fiona Através do Espelho

 


Olá ouvinte que gosta de convidar casais de amigos para jantar, e bem vindos de volta ao NecrofilmecoN. Neste episódio, eu, Edson Oliveira (Podtrash e Kombo), Davi Cardoso (CoffCast), e Jhonny Rossi (Poucas Trancas) nos juntamos pra debater o esquisitérrimo Kill List, filme britânico de 2011 capaz de espremer teu cérebro em busca de respostas. Então prepare teu balde de pipocas, outro balde maior ainda de café, e pegue o bloquinho de notas para anotar todas as teorias que povoarão tua cuca.


Tamanho: 91,9 mb | Duração: 01:37:52 | Download em: MP3 | ZIP | OGG | TORRENT |
| Clique com o botão direito e escolha "salvar link como" |

CLIQUE ABAIXO PARA OUVIR O EPISÓDIO

Ouça no player acima direto do navegador ou baixe para teu smartphone, PC ou sei lá mais que merda for usando os links acima. Assine nossos podcasts via QR Code, na imagem do episódio, para adicionar nosso podcast no teu app de podcasts. Ou clique AQUI que dá no mesmo.


LINKS DO EPISÓDIO


Comentários

  1. Rapaz... Esse spinoff da saga Shrek eu não conhecia... hahahaha
    Olha, confesso minha ignorância quanto a esse filme e sinto que, realmente eu ficaria extremamente perdido ao tentar vê-lo... Colocarei na minha lista.
    Agora vale aqui destacar a estranheza nas ações do senhor Deashaggur, cuja verdade foi revelada apenas no final... Quero muito ver o que vem por aí!
    Parabéns por mais esse excelente cast, a você Pensador e a todos os demais...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha Norberto, nem vou tentar nega: filme estranho da porra mas muito bom. Ele fica na cabeça até muito depois de terminar de ver, só com tudo que planta de ideias e indagações, e suscita tanta reflexão (e cagaço, em algumas cenas), que vale demais a pena.

      E espero que, tendo ouvido até o final do episódio, tenha ficado consciente de ter assinado um contrato em teu próprio sangue, para chamados futuros, huahahahaaaaaaaaaaaaaaa.

      Abração e volte sempre. 8)

      Excluir
  2. Olá, Pensador, que episódio foi esse!
    Os comentários me fizeram ter muita vontade de assistir o filme que eu procurei e aluguei naquele serviço de Streaming DeahShaflixxx
    O Jay é bem insano, e o tipo de trabalho que ele faz é explicitamente de mercenário e a esposa tem pleno conhecimento, já que após a cena do padre ele menciona para ela "um abatido" e ela pergunta se foi limpo. Até acredito que as menções a Kiev sejam em relação a algum trabalho que possa ter dado errado, ele se desgovernando durante um serviço, e não a algo que possa ter gerado um trauma, pois no decorrer do filme pude reparar que ele é um merdeiro, uma verdadeira bomba com pavio curto. O Fato deles dizerem obrigado quando estão prestes a ser assassinados é algo que intriga bastante, recorrente como o símbolo gravado no espelho e na pasta que estava no cofre do bibliotecário. A psicopatia na personalidade dele vai ficando cada vez mais evidente e acentuada.
    Mas a explosão de cabeça começa mesmo quando quase no final o Gal diz "Obrigado". É como se ele houvesse sido conduzido a chegar na cena final por todos que o cercavam, bem típico de o Bebê de Rosemary, como foi mencionado.
    Aliás, um outro filme que me lembra bastante esta situação onde o protagonista é levado a descobrir seu papel na trama é o filme "Coração Satânico" com o melhor capiroto de todos, Robert de Niro!
    Quando o filme termina (nem vou me aprofundar muito na cena final pra não atrapalhar e experiência de quem vai assitir) fica no ar se ele vai aceitar o seu papel naquilo tudo ou vai despirocar e sair querendo fatiar todo mundo.
    Parabéns aos envolvidos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande amigo e apoiador, valeu demais pelo comentário perfeito.

      Só pra começar, adorei o nome DeahShaflixxx. Cheguei a mencioná-lo ao meu mestre e ele me rancou o couro por eu nunca ter tido esta ideia. Parece que ele agora tem ideias de lançar um streaming próprio, e pagará teus royalties pelo uso, haha.

      Agora quanto ao filme. Desde o início Jay tá segurando as pontas pra não surtar de vez. Dá pra notar como tudo que ele e a esposa viveram formou uma bomba de disparo lento na cabeça dele, e todos os acontecimentos só vão somando pra ele despirocar de vez. Nada me tira da cabeça como este filme trata de um dos mais estranhos (e melhor organizados) planos políticos de todos os tempos.

      Puta que paralha! Coração Satânico é um dos meus top 3 filmes de terror favoritos de todos os tempos. Ele tá na lista faz tempo, quem sabe o senhor não vem gravar aqui, neste cinema sujo e mal iluminado, sobre ele?

      Abração e obrigado de novo.

      Excluir
    2. SIm, e a cena final é a pá de cal em cima da sanidade do homem.
      Quanto a mim, nem quero pensar em cobrar Royalties do mestre, que insistiria em pagar em tentáculos que nem ouso imaginar por onde entrariam, aliás, fui eu quem abusou do demoníaco nome me apropriando dele indevidamente.
      Quanto ao Coração Satânico...O que dizer? Não só assisti o filme como li o livro, ambos sensacionais e posso garantir que um não atrapalha a experiência do outro (exceto pelo final), se rolar convite aceito!
      Abraços!

      Excluir
    3. Bróder Sérgio, aí é um ponto em que teremos que concordar em discordar.

      Também li Coração Satânico (após ver o filme, o que é importante) e tenho que dizer quanto fiquei decepcionado. E na boa, tá tudo ali: a estrutura da estória é igual, os personagens, tudo como mando o figurino. O que me estragou é o livro tirar todo o peso de horror que o filme lindamente finca em nossas almas, e trocar por tantos momentos de humor barato, a ponto de me estragar a experiência.

      Louis Cypher no filme é sinistro feito a porra do inferno; no livro, é um trickster charlatão. No livro os cenários e narrativa são perfeitas além da possibilidade de compreensão; no livro mal se passeia em Nova Iorque.

      Talvez se eu tivesse lido antes pudesse até ter outra opinião. Mas o filme de Alan Parker é um marco, um curso intensivo de como deixar alguém realmente apavorado. E o livro, apesar de ser o "original", não cumpre a meu ver o mesmo papel.

      E quanto ao convite: pode marcar pro segundo NecrofilmecoN a partir de já. Abração e muito obrigado. 8)

      Excluir
  3. Ola aqui é a Estella e só queria dizer acompanho muito os podcast. Gosto do necrofimecon mais vou te falar, esse aqui me deixou sentindo estranha, parece coisa esquisita demais ate pra ser tudo num filme so. Gostei do papo mais sei se tinha coragem de ver o filme naum kKKKKKK.
    Beijinhos e esperando os próximos KKKK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aeeee, primeiro comentário! Muito obrigado, Estella, pelo apoio e audição.

      Quanto ao episódio, fico feliz que tenha gostado mas gostaria ainda mais que deixasse de lado as doideiras que falamos e aproveitasse o filme, se quiser. Não que não falemos um monte de asneiras, mas Kill List, ainda que bem doido, vale demais a pena nem que seja pra depois você contar os parafusos soltos no chão, haha.

      Volte sempre, e obrigado novamente.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas