Som no Caixão #45 - Tá na Hora de Balançar o Esqueleto


Olá ouvintes que estão se coçando todos para apavorar o mundo no Dia do Saci e bem-vindos de volta ao Som no Caixão, um podcast sobre bandas, artistas e álbuns que são perfeitos roteiros para um filme de terror. Em nosso episódio n° 45 faremos a resenha e audição do álbum de estreia da banda sueca The Coffinshakers.

Ouçam no player acima (ou abaixo) direto do navegador ou baixem para teus smartphones, PCs ou MP3 players abaixo (clicando no link desejado com o botão direito e escolhendo “Salvar link como”). Assinem nosso feed clicando no menu superior em “Nossos Feeds” ou via QR Code, no lado esquerdo da página, para adicionar nosso podcast nos teus celulares ou agregadores de feeds. E acima de tudo, espero que gostem do som.



CLIQUE ABAIXO PARA OUVIR O EPISÓDIO

 
LINKS PARA BAIXAR O EPISÓDIO

LINKS RELACIONADOS AO EPISÓDIO

VÍDEOS RELACIONADOS AO EPISÓDIO


 


SOM NO CAIXÃO NAS REDES SOCIAIS

OUÇA TAMBÉM CLICANDO ABAIXO


8 comentários:

  1. Pensador, gostei. Muito bom. Quando você falou em Black Sunday, achei mesmo que iria rolar homenagem ao filmaço do Bava, com a linda e sensacional Barbara Steele. Me lembrei que Dracula Has Risen from the Grave é titulo original de um dos filmes estrelados por Christopher Lee na Hammer, Drácula – O Perfil do Diabo.


    Danzig exagerou, hein? Esse cara nunca mais vai tirar foto num show. Também não entendo esses skinheads latinos e essa letra da semana nem vou comentar. Acho que nunca vai faltar Bolha da Semana. Sempre haverá pelo menos um.


    E a capa do disco dessa Millie Jackson (?) deve ser o resultado do que ela deixou na privada.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Marc que bom que gostou do som. É sempre bom saber que tenho amigos e ouvintes com tão boa bagagem cultural. Tanto os filmes da Hammer quanto os de Mario Bava (de quem sou um eterno admirador) são imprescindíveis e eternos.


    Sobre o Danzig, ele sempre foi mesmo um brucutu que queria ser Jim Morrison. O fã agora só conseguirá bancar o paparazzi quando o olho desinchar.



    Os skinheads, minha mulher achou até que me empolguei um pouco, mas como já sofri nas mãos deles também (quando era novo e vivia no Rio) tenho muita raiva deles. Acho todo esse lance de ganguezinha muito desatualizado, eles estão atrasados há décadas ao praticar esse tipo de estupidez, se é que houve um tempo certo para existir, e ideologicamente nunca deixaram de ser babacas, o que me faz odiá-los mais ainda. Principalmente no Brasil, onde somos considerados todos lixo subumano pelos mesmos extremistas/nacionalistas/direitistas que fundaram essa merda toda. É anacrônico demais pra que eu não me sinta emputecido.


    Em geral, sobre o bolha da semana, você tem toda razão. Temo dizer que nunca faltarão assuntos. A letra de música é realmente um primor. Não consigo imaginar que tudo isso se refira a uma pessoa só, ninguém teria todas essas "qualidades". E a capa de Millie Jackson realmente é um cocô.


    Grande abraço e volte sempre. 8)

    ResponderExcluir
  3. Pensador eu bem tinha vontade que todo som pra chama morto da tumba fosse igual a esse que ia ficar bem mais pancada huehuheuheuhuhe
    O terror deste SNC soh aumenta, é roquero enfiando a tapaça na cara de audiência, é skinhead comendo os outros na violencia e essa zuleica, sei não. Acho que conheço essa mulher de algum lugar heuhuehuheuhue e fora o lance do tiririca eu ateh pega se desse mole huheuheuhue

    a capa do disco fico engraçada pra KCT, que disco merda no sentido das palavras huehuehuheuhe Levanta os mortos Pensador huehuheuheue

    ResponderExcluir
  4. Rogério B de Miranda2 de novembro de 2015 05:29

    Muito bom. Som divertidíssimo, apesar de Halloween me trouxe um sorriso ao rosto.
    A capa do disco da millie Jackson me trouxe muito mais HORROR rs
    Skinheads... Realmente só pele na cabeça... Cérebro? Nenhum.. Zumbis morreriam de fome com Skinheads... Idiotas
    Caro Danzig, endoidou filho? Deve estar ficando gagá, não é possível rs
    Abração Pensador

    ResponderExcluir
  5. Tem toda razão, grande Alex. Este episódio foi horror pra tudo quanto é lado.


    De violência partindo de famosos, outras praticadas por infames, letras futriqueiras e capas literalmente de merda, não houve como escapar ao terror que só o halloween pode nos trazer.


    Espero mesmo que os mortos tenham levantado e continuem dançando sem parar. Abração, Alex. 8)

    ResponderExcluir
  6. Roger, não é mesmo? Acima de qualquer coisa, apesar de ser um som excelente, ele é engraçado e perfeito pro tema. Me honra que você tenha gostado da banda e do álbum.


    Olha meu amigo, se existe horror real no mundo essa capa de álbum o define perfeitamente. Eu mesmo, se visitar um rodízio de massas e estiver com instintos predadores, acabo terminando que nem Millie. Naquela cara de agonia. Só não botaria essa imagem num álbum porque a humanidade não estaria preparada.


    Danzig deve estar sofrendo com a velhice. Se alguém apresentá-lo pro Stallone ele pode fazer a trilha de algum Mercenários e voltar a ficar feliz. Muito boa tuda sacada com os skinheads. Fodam-se eles e suas atitudes de "Warriors", onde já se viu? Gentalha.


    Abração e muito obrigado pela visita. 8)

    ResponderExcluir
  7. Fala, Pensador!

    Mais um episódio show! Na hora que ouvi essa banda, diversos filmes do Tarantino me vieram a mente(ela combina bastante com os trabalhos do cara).

    Ia comentar mais sobre o penúltimo episódio e esse, mas depois de ter ouvido o áudio do Cobra para os Skinheads, achei melhor reiterar a fala(tirando a parte de matar, o resto que é dito é bastante condizente com os atos desses cidadãos)!

    https://www.youtube.com/watch?v=vtguO5dXLRw

    ResponderExcluir
  8. Mega Mendigo, nunca é tarde para receber teus comentários. Este chegou quando eu já havia gravado o novo SNC, mas curti muito recebê-lo e será lido com reverência no próximo Toca Raul. Obrigado por continuar prestigiando o cast com tua presença.

    Sobre o Tarantino, eu não tinha pensado nisso ainda e você está certo. A música do Coffinshakers tem tudo a ver com o cinema dele. Tem todo aquele clima soturno meio-western-meio-urbano e casa perfeitamente. Fico feliz que tenha gostado do som.

    Alguém deveria fazer um "Cobra II: Curando a Doença Skinhead". Aposto que faria um puta sucesso.

    Grande abraço e apareça sempre. 8)

    ResponderExcluir